Como este Treinamento pode lhe ajudar?

teatro e oratória

Os treinos lhe serão úteis em qualquer área que você atue, o objetivo é administrar suas emoções, inclusive, as mais difíceis para que fique mais à vontade consigo em momentos de expressão verbal.

  • Você é um perfeccionista que se empenha em realizar suas atividades de forma correta mas ao se apresentar publicamente não sabe administrar bem sua ansiedade?
  • Você tem uma boa oratória na maioria das vezes, mas se sente desconfortável para improvisar socialmente e no trabalho?
  • Você gosta de explicar, de descrever, de se comunicar, de falar em público e de ser bem reconhecido por isto, mas não tem a técnica para realizar isto e o receio de errar lhe inibe?
  • Você tem um espírito competitivo e acha que o receio de errar lhe impede de desenvolver-se ao falar em publico e de estar mais espontâneo com as pessoas e ambiciosa ser como alguns dos seus colegas que conseguem isto com aparente tranquilidade?
  • Você gostaria de desenvolver-se melhor socialmente, expressando-se espontaneamente e sem temer a opinião alheia?
  • Você acha que tem talento para o improviso e pra se comunicar, mas ainda assim se sente ansioso e amedrontado quando se trata de expor suas ideias em público?

Se você respondeu sim para alguma dessas perguntas, então, participe do treinamento, provavelmente você tirará proveito da experiência.

dsc05315-copia

Como as atividades podem lhe ajudar a controlar a timidez e desenvolver a espontaneidade?

Primeiramente, o teatro está em você e não importa a idade. Todos nós somos capazes de atuar, isto é, representar papeis. No dia-a-dia interpretamos vários, somos: aluno (a), filho (a), pais, namorado (a), funcionário (a),etc. Além desta condição inerente ao ser humano, a sua motivação, interesse, seu estado de ânimo e vontade de se superar através do Teatro faz o Treinamento acontecer em você!! Ele é introduzido nos treinos de Oratória para que você possa descontraidamente exercitar-se, além de oferecer-lhe a oportunidade de trabalhar as emoções, expressão corporal, voz, noções de espaço e o humor. E também:

• perceber outras pessoas com o mesmo problema diminui o isolamento, a vergonha e o estigma associados aos sintomas da timidez.
• o grupo estimula a possibilidade de ajudar os outros, um desejo que é do ser humano.
• perceber a melhora e avanço de outras pessoas que têm os mesmos problemas faz com que os participantes do grupo acreditem que também são capazes de trabalhar sua timidez.
• desenvolvem habilidades sociais em decorrência do próprio convívio em grupo (contato visual, apertar as mãos, ouvir os outros).
• pela simples observação do comportamento saudável das outras pessoas.
• possibilidade de obtenção de satisfação pessoal pela ventilação de emoções.
• o sentido de estar em um grupo e ter afinidade com seus membros facilita a aceitação dos demais e dos aspectos inaceitáveis de si próprio, além de possibilitar o estabelecimento de relacionamentos mais profundos com outros.

teatro e oratória

O Teatro & Oratória nos oito anos de existência já teve centenas de alunos e muitos deles saem satisfeitos pois as atividades foram ajustadas umas às outras pensando em você. O Treinamento não promove competição de resultados, mas oferece a você uma convivência agradável para que possa gradativamente trabalhar suas dificuldades. Temos tido participantes de diversas idades e formações variadas: estudantes universitários, professores, psicólogos, engenheiros, advogados, médicos, jovens (a partir dos 16 anos) com dificuldades de comunicação e também aspirantes às artes cênicas que ainda se encontram tímidos para realizarem a atividade de interpretar personagens.

O conjunto de nossas atividades possibilita o treinamento, isto é, a melhora, o desenvolvimento da sua expressão em público.

E o que é isto na prática?

É praticar atividades de expressão emocional e intelectual possibilitando assim em você mais segurança e prazer nas suas realizações; é você também aprender a dosar a ansiedade e o medo que surgem diante destes tipos de atividades pois ao você praticá-las estarão criando internamente novas referências sobre sua capacidade de comunicação pública.

Você pode até considerar as aulas de Oratória, aqui ministradas, fora do propósito de sua carreira profissional, posso lhe afirmar, este raciocínio é um engano!

A proposta inicial de desinibição nas primeiras aulas possibilita ao participante um ajustamento e afinação do humor e espontaneidade tão indispensáveis numa boa Oratória.

Reunir Teatro e Oratória é uma boa combinação para que possamos trabalhar a naturalidade, importante para uma apresentação pública.

teatro e oratória

Sejamos nós mesmos, este é o lema! As atividades lúdicas do teatro ajudam na expressão espontânea de nossa personalidade.

O “Teatro e Oratória” vai lhe propiciar atividades para que você dose em um grau mais confortável tanto a ansiedade quanto o medo que o temperamento tímido provoca em eventos sociais. É uma via de mão dupla, o curso facilita e lhe oferece atividades e uma turma para interagir e você entra com sua motivação, determinação, propósitos pessoais claros e uma boa pitada de coragem. Enfim, ele propõe a cada um dos participantes que sejam guerreiros e encarem com alegria os improvisos, primeiro os desafios das atividades da sala e depois os do cotidiano de cada um.

Transformando o Pensamento

É importante se ver com bom humor e é inteligente não se levar muito a sério. Defino o “não se levar muito a sério” como aquele que sabe sair e entrar em seu “papel social” com fluência, graça e sabedoria.
E você se leva muito a sério?

Ter a noção de que são as interpretações – e não os fatos em si – que nos trazem sofrimento é central para compreender nosso comportamento tímido. Como foi dito no inicio desta página, a forma como as situações da vida são percebidas é expressa muitas vezes por meio dos pensamentos automáticos.

A Teoria Cognitivo-comportamental trabalha distorções de nossos pensamentos em situações cotidianas.
Veja o exemplo:

Situação de vida ( apresentação de seminário): Você está sozinho (a) diante de seus colegas e do seu professor tendo que expressar um conteúdo estudado a exaustão por você.

Pensamento automático: Ai meu Deus, não vou conseguir! Será que eles perceberão que sou incapaz de fazer isto? Ai meu Deus, me proteja.

Emoções/sensações físicas: Medo. Coração acelerado, tremor no corpo, vertigem, aumento da transpiração; vontade imediata de urinar; etc.

Comportamentos:O assunto estudado com tanta dedicação acaba sendo apresentado às pressas e de forma insípida devido aos temores de se falar em público e, claro, pelo receio da desaprovação.

temp_to_share(1)

No exemplo acima é possível perceber que a própria situação (o fato de estar sozinho (a) em uma sala de aula diante dos colegas e professor), tende a colocar a pessoa em um estado de alerta, deixando-a preocupada com possíveis acontecimentos ruins,como por exemplo, problemas com a memória. Estando nesse estado de alerta, qualquer estímulo, como o olhar distraído de um colega, passa a ser entendido como indiferença e/ou reprovação , gerando medo e reações características de uma crise de ansiedade. E essas reações, por sua vez, facilitam uma conduta (sobressalto) desnecessária, visto que no final de tudo é possível perceber que não havia perigo algum na exposição de suas ideias diante de seus colegas e professor.

É claro que em uma situação com essa qualquer pessoa poderia sentir um certo grau de nervosismo e ansiedade , mas o problema é a quantidade de pensamentos ruins e não adaptativos que levam a uma reação de medo muito mais intensa e exacerbada do que o normal/esperado para a situação.

Nesse sentindo, é importante buscar um estilo saudável de pensamento e de conduta para contribuir para a redução do sofrimento, ou para aumentar a sensação de bem-estar.

O “Teatro e Oratória” utiliza de forma informal e descontraída em todas as suas aulas nas avaliações finais, questões relevantes como esta acima mencionada. Episódios ocorridos durante a aula que tenham sido provocados por pensamentos automáticos e travadores da criatividade e espontaneidade do participante podem ser destacados, procurando assim progressivamente o enfrentamento da timidez pelo participante através dos jogos de improviso.

Há um processo de autoconhecimento no qual o participante descobre recursos que até então desconhecia:

  • Estimula a busca de realizações pessoais na arte, no trabalho, no esporte, no lazer etc.;
  • Eleva o nível de tolerância à frustração, que geralmente é baixo nos participantes,aceitando os novos limites e valorizando a exploração das possibilidades;
  • Flexibiliza as exigências, para alívio de culpas e cobranças em relação a si e ao outro;
  • Facilita o desenvolvimento das relações interpessoais para que aceite a presença do outro em sua vida, permitindo partilhar, dar, receber e cooperar.

Quando somos autoconfiantes nos projetamos socialmente com mais tranquilidade e espontaneidade. Para obtermos os ganhos indispensáveis às nossas vidas não seria importante trabalhar a timidez ?

Venha trabalha-la conosco!

 

Depoimentos de ex alunos:

 

 

teatro e oratória

 

Anúncios