Como o Curso pode lhe ajudar?

O medo do improviso ao falar em público atrapalha bem nossa vida. Atrasa ela, não?

Passamos a vida temendo em ouvir tal frase: “Eu não lhe avisei….?!” E assim desenvolvemos internamente uma ansiedade e um medo de errar incalculável. Este treinamento busca uma resposta favorável para este dilema e nos ensina a dar continuidade ao raciocínio da frase acima mencionada: Eu não lhe avisei que é permitido falhar ?! É no erro que aprendemos, é com a falha que crescemos e é com o tropeço que encontramos nossa real identidade …. O fato de ter errado e me superado muitas vezes na vida, dá a mim a liberdade e firmeza em lhe afirmar isto: arrisque-se ! Alegre-se em usar-se durante as atividades e procure expressar esta alegria com os colegas ! Não se sinta presa de qualquer indiferença e de julgamento alheio. Se você não administra sua timidez hoje, correrá o risco de possível dano profissional no futuro, não é mesmo?

Sua insatisfação pessoal crônica permite você avaliar suas qualidades?

É possível que ela lhe cegue impedindo você de perceber o que você faz de bom. Provavelmente também a timidez lhe impeça de enxergar as ‘possibilidades’ que a vida lhe tem oferecido. Não é?! E aí você se frustra porque não consegue crescer como pessoa e como profissional. Claro, para crescermos dependemos de uma boa convivência com o outro e consigo. Pois então, não está na hora de administrar melhor suas emoções, de ter uma identidade com mais viço, brilho e vigor?

Dê um ‘chega pra lá’ neste seu medo. Administre-se emocionalmente.

Você não superará todas as suas dificuldades neste Treinamento, entretanto terá oportunidade de administrá-las e adquirirá uma nova e mais positiva referência de si em momentos de exposição. É claro que depois de concluído os treinos aqui e ali ocorrerão algumas recaídas de pânico devido a alguma exposição no cotidiano, porém você terá as experiências do curso como ferramentas para refletir e resgatar sua autoestima.

Você pode estar pensando, será que a oratória faz o curso ficar chato? Ou hummm, será que vou pagar muito mico com estas aulas de teatro?

Que nada! As aulas são descontraídas na medida certa para lhe ajudar a administrar sua inibição.

Um aluno do Curso ao chegar pra sua primeira aula me disse: “Quase não vim, há duas horas atrás abri o site e pensei: é muita exposição, não vou! “ E completou: “Mas estou aqui! Era defesa minha!” “Cheguei a conclusão”, disse ele, “quem vem é porque tem uma causa, uma necessidade e eu tenho uma!” E, você, tem necessidade de trabalhar sua timidez?

Seja qual for seu foco ao participar deste curso, caso se interesse pela combinação teatro-oratória ou mais pela oratória ou até mesmo em apenas descontrair-se com os jogos de improviso, a inibição devido ao receio de errar provavelmente deverá estar presente em você durante as atividades e que bom que ela apareça, pois poderá treinar-se e administrá-la . Use-se durante o curso, procure expressar-se o máximo possível e daí bons resultados você obterá.

A atitude de evitar se expor avacalha os objetivos acadêmicos e profissionais daqueles que não administram bem suas emoções. A probabilidade de insucesso profissional é muito alta caso não nos eduquemos para isto. Sejamos emocionalmente inteligentes, então!

Evite afogar-se na tigela

Não é pelo fato de você ser muitas vezes ansioso e por consequência disto, também tímido, que você vai resistir ao que a vida lhe propõe como mudança, superação e conquistas. Como sabemos se estamos resistindo a algo? Excesso de julgamento é um bom sintoma para avaliarmos esta resistência …. Ouse !

Quem não lida emocionalmente bem com sua inteligência tem tendência a se exceder em preocupações e zelos diante de qualquer situação nova, do tipo que acaba facilmente se afogando numa tigelinha, isto é, dramatizando excessivamente as situações. Eu lhe proponho trabalhar o seu humor para que não fique simplesmente focado no problema e sim, nas soluções. O Curso Teatro & Oratória procura lhe assessorar neste sentido, oferecendo atividades que lhe ajudam no seu autoconhecimento, necessário para que você possa realizar qualquer tipo de movimento, seja interno ou externo. Como fazer isto? Através de uma ferramenta imprescindível: o humor! E todos nós a temos, cada um a sua maneira.

temp_to_share(1)

Use sua coragem. Ah, você não é corajoso (a)? Jura? Será mesmo?!

Acontece muito de não realizarmos desejos e necessidades básicas pessoais por causa do medo da exposição e do errar publicamente ou por não termos apoio ao nosso redor. Se você necessita estar mais à vontade ao falar em público, podemos lhe dar este suporte. O objetivo ideal de qualquer aprendizado é aumentar as possibilidades de prazer e alegria ao exercita-lo. Então é preciso se submeter ao conhecimento da oratória com prazer e alegria e para isso utilizamos atividades teatrais, para facilitar a leveza neste aprendizado. Buscamos em nosso curso uma inteligência emocional prazerosa para que você possa administrar bem seu medo de errar em público. Uma inteligência feliz é uma inteligência… Mais inteligente! As boas ideias para uma boa oratória simplesmente aparecem diante de nossos olhos, sem que as tivéssemos procurado metodologicamente e isto é o improviso. Há prazer no improviso e no vencer o medo também há prazer! Coragem é uma atitude diante de determinado medo. Use sua porção interna de coragem e exercite a sua identidade de maneira mais prazerosa.

 

E só quando o pensamento brinca que as boas ideias surgem.

Nossa inteligência é uma ferramenta para resolver problemas. Problema é o espaço que existe entre o desejo e a sua realização. Sempre que desejamos alguma coisa e ela se encontra fora do nosso alcance tenho um problema a resolver. Aí o meu desejo põe a inteligência para trabalhar. A inteligência funciona e oferece várias soluções. A inteligência entra em ação quando escolhemos uma destas soluções. A este mecanismo podemos chamar de inteligência emocional. Você tem resolvido os problemas lançados à sua inteligência? Não deixe o medo lhe dominar. Faça sua vida caminhar emocionalmente inteligente. E só quando o pensamento brinca que as boas ideias chegam. Boas ideias para resolvermos nossas importantes questões pessoais. Nossos treinos neste curso incentivam este espírito brincalhão. O aprendizado assim é facilitado.

Plante a semente. Surpreenda a si mesmo.

Venha, destrave-se e reformule-se, arregace as mangas e vamos trabalhar juntos, a duração do curso não é longa, mas é possível que seja o suficiente para você plantar a semente de alguma renovação em você. E no mínimo obterá novas referências ao vivenciar nossas atividades em sua vida. Use-se !!!

semeando

Você deve estar refletindo, mas não se supera medos e ansiedade com poucos treinos! E eu acredito que nem em um ano de qualquer treino, porque este é um exercício de amor próprio para a vida toda.E ansiedade é um traço de temperamento da pessoa, o importante é administrá-la bem. Meu interesse e vontade é possibilitar ao outro, à você, plantar em si a semente da transformação através do conteúdo programático proposto, exercitando-o. Como uma semente o participante precisará cuidar desta administração emocional ao longo da vida.

O curso é uma ponte e não um fim.

Os treinos se transformam um teste para você, um meio de se avaliar onde você é forte e onde em você ocorre alguma fragilidade, para a descoberta do quanto você esta livre para exercitar alguma atividade e do quanto está inibido para outras atividades, quais são os seus padrões e hábitos e a partir daí buscar em si um ajuste disto à sua identidade e à sua auto estima.

Compartilhe de uma nova turma em sua vida. Se você decidir participar do treinamento, o ato de administrar qualquer desconforto e ansiedade antes, durante e depois da primeira aula faz parte do processo terapêutico dos treinos. Então, reconheça suas defesas ao vir pra aula, encoraje-se e apareça! Conte com você ….. E comigo!

Abraço.

assinatura

http://www.dreamstime.com/stock-photos-decorative-page-dividers-image16403833

Como é mesmo o seu medo de falar em público?

Você, Executivo, tem problemas com seu temperamento retraído, tímido no trabalho ?

  • Estudante, você esta fazendo alguma faculdade ou pós e se sente inibido(a) nos seminários?
  • E você que gostaria de fazer um curso de teatro profissional mas ainda se sente envergonhado?
  • E, por fim, você que gostaria de fazer palestras e dar aulas, ainda não encontrou oportunidade de se exercitar?

As atividades do Treinamento lhes oferecerão condições de vocês dominarem e não serem dominados pelas emoções (ansiedade e medo) ao falarem nas suas apresentações acadêmicas, em palestras, dando aulas ,ao fazer palestras e ao participar de reuniões no trabalho. Venham exercitar suas personalidades criando possibilidades de:

  • Falar sem constrangimento
  • Construir uma imagem confiante
  • Responder a perguntas com espontaneidade e segurança e contornar situações inesperadas.

E como vai sua forma física?

forma-fisica

Se alguém lhe disser que você esta magro ou gordo logo logo você vai procurar uma academia para tentar resolver esta questão procurando um treinamento regular que trabalhe seu corpo para que fique mais ágil, forte e flexível.Colocar esta necessidade em prática – bem, isso é uma historia difícil de ser executada. Depois das primeiras idas à academia pode surgir um entusiasmo diminuído e desculpas para se ausentar….e alguns acabam abandonando dominados pelos pensamentos automáticos e desmotivadores. E, se a pergunta inicial tivesse sido:

Como vai sua forma mental?

dicas-para-manter-a-forma-fc3adsica-e-mental-no-trabalho-0111

Você iria procurar um auxílio ou iria pensar “sou mesmo assim, sempre fui medroso e ansioso”. Mas caso você opte procurar por um terapeuta e/ou até mesmo atividades como esta do “Teatro e Oratória”, por quanto tempo você ficaria nas atividades, e lá pelas tantas seria dominado pelos mesmos pensamentos defensivos, automáticos e depreciativos? Pois então, as atividades realizadas nas aulas do “Teatro & Oratória” propõem armar você com ferramentas mentais necessárias para manter-se trabalhando na redução da ansiedade e perceber os benefícios da saúde emocional no cotidiano. Comunicar-se bem numa entrevista de emprego, em público e até entre os amigos é importante, não deixe escapar oportunidades que muitas vezes batem só uma vez à nossa porta. Melhore sua comunicação! Trabalhe o seu humor através das atividades do “Teatro & Oratória” Evite dramatizar-se diante de situações inibidoras. Lide de forma leve e bem-humorada com as dificuldades e as peripécias do cotidiano. É importante exercitar e aprimorar o seu humor.

 

Para se vencer um medo é necessário nos expor a ele.

 

Por exemplo, se for por receio de ser rejeitado (a) pelo mal uso da gramática portuguesa sabia que um errinho gramatical não prejudica sua apresentação.Quem nunca comete erros gramaticais que atire a primeira pedra. Se ocorrer alguns erros durante sua apresentação pública e você reagir naturalmente e de maneira espontânea tenha certeza de que os ouvintes ainda acreditarão nas suas palavras. Entretanto, se usar técnicas de oratória e apresentar-se de forma artificial, a plateia poderá duvidar de seus propósitos.

Na Psicologia, diz-se: para se vencer um medo é necessário nos expor a ele.

“Nada a temer a não ser o próprio medo!” E além do mais, sem medo não há coragem!

Adiar um projeto, uma necessidade, um desejo não é uma atitude saudável. Ao saber que precisamos lidar melhor com nossa timidez social, por exemplo, por que então adiamos pequenas transformações diárias que nos serão benéficas nesta conquista? Por que será que muitas vezes continuamos a varrer estas necessidades pessoais para debaixo do tapete? Por causa do intervalo de tempo que existe entre semear e colher. Fazer a ponte entre esses dois extremos requer um grau de energia mental, autoestima e prazer em estar com a gente mesmo executando estas pequenas transformações.

Força de vontade é como uma bateria, se ela se esgota e não é trocada, os desafios futuros ficam prejudicados . Vença a si mesmo.

As atividades deste Treinamento foram ajustadas umas as outras para que se possa gradativamente obter uma melhor administração da ansiedade ao se falar publicamente.

Este Curso, portanto, envolve 3 tipos de atividades:

  • lúdicas,
  • técnicas do falar
  • e reformulação do pensamento para crescimento pessoal e profissional.

Pensamentos Recorrentes dos Tímidos

Quando a mente ansiosa assume o comando, a resposta automática é fugir ou evitar o motivo que provocou a ansiedade. O problema com a fuga e evitação é que, embora possam levar a uma redução imediata nos sentimentos de sintomas de ansiedade, seu custo é alto. Em longo prazo, a fuga e a evitação contribuem poderosamente para a manutenção de sua ansiedade. Elas reforçam seus pensamentos exagerados de ameaça e perigo e sua crença de que você não é capaz de lidar com a situação causadora de ansiedade.

Em centenas de estudos científicos durante os últimos 50 anos, psicólogos demonstraram que o melhor antídoto para o medo e a ansiedade é a exposição repetida e sistemática à situação temida. Em outras palavras, exposição é reunir coragem e sair de sua zona de conforto. Não há dúvida de que enfrentar seus medos através da exposição exige determinação, coragem e comprometimento. A exposição pode ser considerada uma forma de “dessensibilização” em que a exposição repetida aos gatilhos do medo e da ansiedade ajudam você a aprender a ver estas situações de uma maneira mais realista e assim aumentam sua tolerância à ansiedade.

Você se acha determinado?

O que é pensamento automático?

Imaginemos um universitário que se preparou com entusiasmo para se apresentar num seminário. Ele gosta do seu curso e particularmente da disciplina e gostaria de ser bem sucedido em sua exposição na sala de aula . Planeja e não realiza! Por que será? Provavelmente sua necessidade e desejo foram travados por pensamentos automáticos.

Ele chega no dia de fazer a apresentação e não aparece… Chega até mesmo a ir próximo de sua Faculdade e não entra. Por quê?

Provavelmente a cabeça do rapaz foi invadida por pensamentos do tipo:

– Não sou capaz, sou estranho, vai ser ridículo! Ninguém vai gostar de mim! Sou sem graça!Vou esquecer tudo! Todos rirão de mim! Olharão pra mim com reprovação! Vou deixar pra depois, não é o momento! Eu sou tímido mesmo, não tem jeito!

E por ai vai…..

Em seguida vem a emoção, o rapaz fica ansioso e em seguida se distancia do local ou mesmo afasta a ideia até mesmo de continuar no curso ou procura inconscientemente desvalorizar o professor e/ou a disciplina por pura falta de controle desta emoção surgida, a ansiedade.

Pensamento automático é isto, vem sem nosso domínio, aliás, muitas vezes nos domina. Eles são extremamente rápidos, vem por defesa e acreditamos neles por conveniência…. Eles nos acovardam, provavelmente! E ai vamos acumulando estes gestos covardes ao longo da vida.

Timidez Inteligente

Venha praticar nossas atividades e aprenda nelas a reconhecer seus pensamentos automáticos e também a questioná-los para que eles percam credibilidade e força sobre você. Seja tímido inteligentemente e edifique internamente sua felicidade, isto é, seu bem estar !

teatro e oratória

Os treinos lhe serão úteis em qualquer área que você atue, o objetivo é administrar suas emoções, inclusive, as mais difíceis para que fique mais à vontade consigo em momentos de expressão verbal.

  • Você é um perfeccionista que se empenha em realizar suas atividades de forma correta mas ao se apresentar publicamente não sabe administrar bem sua ansiedade?
  • Você tem uma boa oratória na maioria das vezes, mas se sente desconfortável para improvisar socialmente e no trabalho?
  • Você gosta de explicar, de descrever, de se comunicar, de falar em público e de ser bem reconhecido por isto, mas não tem a técnica para realizar isto e o receio de errar lhe inibe?
  • Você tem um espírito competitivo e acha que o receio de errar lhe impede de desenvolver-se ao falar em publico e de estar mais espontâneo com as pessoas e ambiciosa ser como alguns dos seus colegas que conseguem isto com aparente tranquilidade?
  • Você gostaria de desenvolver-se melhor socialmente, expressando-se espontaneamente e sem temer a opinião alheia?
  • Você acha que tem talento para o improviso e pra se comunicar, mas ainda assim se sente ansioso e amedrontado quando se trata de expor suas ideias em público?

Se você respondeu sim para alguma dessas perguntas, então, participe do treinamento, provavelmente você tirará proveito da experiência.

dsc05315-copia

Como as atividades podem lhe ajudar a controlar a timidez e desenvolver a espontaneidade?

Primeiramente, o teatro está em você e não importa a idade. Todos nós somos capazes de atuar, isto é, representar papeis. No dia-a-dia interpretamos vários, somos: aluno (a), filho (a), pais, namorado (a), funcionário (a),etc. Além desta condição inerente ao ser humano, a sua motivação, interesse, seu estado de ânimo e vontade de se superar através do Teatro faz o Treinamento acontecer em você!! Ele é introduzido nos treinos de Oratória para que você possa descontraidamente exercitar-se, além de oferecer-lhe a oportunidade de trabalhar as emoções, expressão corporal, voz, noções de espaço e o humor. E também:

• perceber outras pessoas com o mesmo problema diminui o isolamento, a vergonha e o estigma associados aos sintomas da timidez.
• o grupo estimula a possibilidade de ajudar os outros, um desejo que é do ser humano.
• perceber a melhora e avanço de outras pessoas que têm os mesmos problemas faz com que os participantes do grupo acreditem que também são capazes de trabalhar sua timidez.
• desenvolvem habilidades sociais em decorrência do próprio convívio em grupo (contato visual, apertar as mãos, ouvir os outros).
• pela simples observação do comportamento saudável das outras pessoas.
• possibilidade de obtenção de satisfação pessoal pela ventilação de emoções.
• o sentido de estar em um grupo e ter afinidade com seus membros facilita a aceitação dos demais e dos aspectos inaceitáveis de si próprio, além de possibilitar o estabelecimento de relacionamentos mais profundos com outros.

teatro e oratória

O Teatro & Oratória nos oito anos de existência já teve centenas de alunos e muitos deles saem satisfeitos pois as atividades foram ajustadas umas às outras pensando em você. O Treinamento não promove competição de resultados, mas oferece a você uma convivência agradável para que possa gradativamente trabalhar suas dificuldades. Temos tido participantes de diversas idades e formações variadas: estudantes universitários, professores, psicólogos, engenheiros, advogados, médicos, jovens (a partir dos 16 anos) com dificuldades de comunicação e também aspirantes às artes cênicas que ainda se encontram tímidos para realizarem a atividade de interpretar personagens.

O conjunto de nossas atividades possibilita o treinamento, isto é, a melhora, o desenvolvimento da sua expressão em público.

E o que é isto na prática?

É praticar atividades de expressão emocional e intelectual possibilitando assim em você mais segurança e prazer nas suas realizações; é você também aprender a dosar a ansiedade e o medo que surgem diante destes tipos de atividades pois ao você praticá-las estarão criando internamente novas referências sobre sua capacidade de comunicação pública.

Você pode até considerar as aulas de Oratória, aqui ministradas, fora do propósito de sua carreira profissional, posso lhe afirmar, este raciocínio é um engano!

A proposta inicial de desinibição nas primeiras aulas possibilita ao participante um ajustamento e afinação do humor e espontaneidade tão indispensáveis numa boa Oratória.

Reunir Teatro e Oratória é uma boa combinação para que possamos trabalhar a naturalidade, importante para uma apresentação pública.

teatro e oratória

Sejamos nós mesmos, este é o lema! As atividades lúdicas do teatro ajudam na expressão espontânea de nossa personalidade.

O “Teatro e Oratória” vai lhe propiciar atividades para que você dose em um grau mais confortável tanto a ansiedade quanto o medo que o temperamento tímido provoca em eventos sociais. É uma via de mão dupla, o curso facilita e lhe oferece atividades e uma turma para interagir e você entra com sua motivação, determinação, propósitos pessoais claros e uma boa pitada de coragem. Enfim, ele propõe a cada um dos participantes que sejam guerreiros e encarem com alegria os improvisos, primeiro os desafios das atividades da sala e depois os do cotidiano de cada um.

Transformando o Pensamento

É importante se ver com bom humor e é inteligente não se levar muito a sério. Defino o “não se levar muito a sério” como aquele que sabe sair e entrar em seu “papel social” com fluência, graça e sabedoria.
E você se leva muito a sério?

Ter a noção de que são as interpretações – e não os fatos em si – que nos trazem sofrimento é central para compreender nosso comportamento tímido. Como foi dito no inicio desta página, a forma como as situações da vida são percebidas é expressa muitas vezes por meio dos pensamentos automáticos.

A Teoria Cognitivo-comportamental trabalha distorções de nossos pensamentos em situações cotidianas.
Veja o exemplo:

Situação de vida ( apresentação de seminário): Você está sozinho (a) diante de seus colegas e do seu professor tendo que expressar um conteúdo estudado a exaustão por você.

Pensamento automático: Ai meu Deus, não vou conseguir! Será que eles perceberão que sou incapaz de fazer isto? Ai meu Deus, me proteja.

Emoções/sensações físicas: Medo. Coração acelerado, tremor no corpo, vertigem, aumento da transpiração; vontade imediata de urinar; etc.

Comportamentos:O assunto estudado com tanta dedicação acaba sendo apresentado às pressas e de forma insípida devido aos temores de se falar em público e, claro, pelo receio da desaprovação.

DSC09256

No exemplo acima é possível perceber que a própria situação (o fato de estar sozinho (a) em uma sala de aula diante dos colegas e professor), tende a colocar a pessoa em um estado de alerta, deixando-a preocupada com possíveis acontecimentos ruins,como por exemplo, problemas com a memória. Estando nesse estado de alerta, qualquer estímulo, como o olhar distraído de um colega, passa a ser entendido como indiferença e/ou reprovação , gerando medo e reações características de uma crise de ansiedade. E essas reações, por sua vez, facilitam uma conduta (sobressalto) desnecessária, visto que no final de tudo é possível perceber que não havia perigo algum na exposição de suas ideias diante de seus colegas e professor.

É claro que em uma situação com essa qualquer pessoa poderia sentir um certo grau de nervosismo e ansiedade , mas o problema é a quantidade de pensamentos ruins e não adaptativos que levam a uma reação de medo muito mais intensa e exacerbada do que o normal/esperado para a situação.

Nesse sentindo, é importante buscar um estilo saudável de pensamento e de conduta para contribuir para a redução do sofrimento, ou para aumentar a sensação de bem-estar.

O “Teatro e Oratória” utiliza de forma informal e descontraída em todas as suas aulas nas avaliações finais, questões relevantes como esta acima mencionada. Episódios ocorridos durante a aula que tenham sido provocados por pensamentos automáticos e travadores da criatividade e espontaneidade do participante podem ser destacados, procurando assim progressivamente o enfrentamento da timidez pelo participante através dos jogos de improviso.

Há um processo de autoconhecimento no qual o participante descobre recursos que até então desconhecia:

  • Estimula a busca de realizações pessoais na arte, no trabalho, no esporte, no lazer etc.;
  • Eleva o nível de tolerância à frustração, que geralmente é baixo nos participantes,aceitando os novos limites e valorizando a exploração das possibilidades;
  • Flexibiliza as exigências, para alívio de culpas e cobranças em relação a si e ao outro;
  • Facilita o desenvolvimento das relações interpessoais para que aceite a presença do outro em sua vida, permitindo partilhar, dar, receber e cooperar.

Quando somos autoconfiantes nos projetamos socialmente com mais tranquilidade e espontaneidade. Para obtermos os ganhos indispensáveis às nossas vidas não seria importante trabalhar a timidez ? Venha trabalha-la conosco!

 

http://www.dreamstime.com/stock-photos-decorative-page-dividers-image16403833

 

 

Por que o Coaching?

page

O Coaching apoia pessoas em todos os níveis para que se tornem quem elas desejam ser e que sejam melhor que podem ser. É uma parceria entre o instrutor e o aluno num processo estimulante e criativo que inspira e maximiza o potencial pessoal e também profissional do participante. No Coaching ajuda- se o aluno a aprender ao invés de somente ensinar algo a ele. É a arte de fazer com que as pessoas extraiam o melhor de si e que, com isso, alcancem seus objetivos.

Ao dar inicio ao processo, o aluno já consegue sentir algumas mudanças, principalmente internas. Assim que perceber que está conseguindo colocar em prática coisas que antes supunha serem impossíveis, certamente sentirá um aumento no nível de conquistas, melhor desenvolvimento do seu desempenho, o que acabará gerando uma satisfação pessoal e profissional. Mas para isto é importante participar de todos os encontros!

Tudo isso fará com que os relacionamentos interpessoais sejam beneficiados, pois o aluno começa a rever a sua maneira de agir com quem está ao seu redor e com isso melhorar o que precisa ser melhorado, como a comunicação, a compreensão, entendimento e aceitação do modo de ser e agir de si e dos que o rodeiam. Será mais fácil resolver conflitos, problemas e dúvidas.

 

Alguns elementos essenciais do Coaching:

  • Resolução de problemas
  • Análise de valores
  • Flexibilidade
  • Analise de resistências e mecanismos de defesas
  • Crescimento Pessoal

Para que haja progresso é necessário juntar o foco à AÇÃO. O conhecimento nos inspira a mudar, a prática nos leva a transformar. Coaching só é Coaching se houver ações especificas, constantes no sentido de alcançar os objetivos do participante. Realizar ações significa ir além e cumprir as atividades que são determinadas. É o famoso TBC – Tire a Bunda da Cadeira. (Adaptação do texto do autor José Roberto Marques em Leader Coach)

Comprometimento Pessoal

Comprometa-se a participar da maioria dos treinos, faça dos encontros deste Treinamento uma diversão e um aprimoramento pessoal, a manutenção das atividades é que vai lhe proporcionar bons resultados.

O seu entusiasmo e a sua vontade de executar as atividades norteará você, o instrutor, os colegas e dará qualidade ao Curso. Sua assiduidade no grupo é fundamental para que ele exista, construa e avance, possibilitando assim superações.

Então se entusiasme, administre o seu medo inicial, os outros medos que pode ser que aconteçam durante os treinos nos trabalharemos juntos, mas este medo inicial que pode impedir você de participar, este depende só de você para supera-lo. Vença-o e se inscreva!

E procure vir sempre vestido (a) com roupas leves que possibilitem liberdade de movimento. Motive-se, faça a inscrição e seja bem-vindo (a)!

P.S.: Lembre-se sempre de se lembrar de nunca esquecer que é preciso ter foco, sempre, no positivo!

Executivos Ansiosos

O executivo está na frente da plateia, pronto para fazer um discurso. Mas, de repente, vem a catástrofe: a respiração se altera, a voz fica aguda, a articulação fica travada e o cérebro se transforma em uma grande lagoa onde todas as ideias se afogam. O nome técnico para definir isto se resume em duas palavras: inibição oral. Medo de falar em público.

Praticar e se superar é imprescindível. Exercitar-se em aulas de oratória possibilitará ao executivo um preparo para dar um elogio, dizer as palavras exatas em um brinde de fim de ano, definir a voz corretamente para cada situação, saber quando parar e como capturar a atenção do público pode fazer a diferença a um empresário que domina não só técnicas persuasivas de oratória mas que também sabe sedutor a plateia. Conhecer as regras dão mais oportunidades de crescimento profissional.É importante conhecermos e avaliar a imagem que oferecemos aos outros, do nosso corpo e de nossa voz. Tomar consciência de nossas características anatômicas,certos hábitos, como gestos, voz, ritmo e cadência. Praticar as aulas de oratória também nos conscientiza desses recursos.
As aulas em grupo são especialmente recomendadas. O tímido não têm escolha senão a praticar na frente de seus colegas. Além disso, todo orador experiente deve ter uma arma inevitável: a improvisação. É imprescindível praticar muito. E as atividades teatrais são excelentes para trabalharmos nosso potencial para o improviso.

Aumentar também o nosso vocabulário praticando o desenvolvimento oral de temas, ajuda muito. Ao falar, a voz é fundamental. A nossa voz muda de acordo com a situação em que estamos, quando temos de dar notícia dolorosa, de boas novas, etc; o timbre, volume e a intensidade mudam e adaptarmos a isto é fundamental. O Treinamento também funciona com vídeos para ver o que acontece com o corpo e a voz do participante no espaço.

Mobilize-se e faça diferente, faça o nosso Treinamento e seja bem-vindo (a)!

Depoimentos de ex alunos:

 

 

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: