Como é mesmo o seu medo de falar em público?

  • Você, Executivo, tem problemas com seu temperamento retraído, tímido no trabalho
  • Estudante, você esta fazendo alguma faculdade ou pós e se sente inibido(a) nos seminários?
  • E você que gostaria de fazer um curso de teatro profissional mas ainda se sente envergonhado?
  • E, por fim, você que gostaria de fazer palestras e dar aulas, ainda não encontrou oportunidade de se exercitar?

As atividades do Treinamento lhes oferecerão condições de vocês dominarem e não serem dominados pelas emoções (ansiedade e medo) ao falarem nas suas apresentações acadêmicas, em palestras, dando aulas ,ao fazer palestras e ao participar de reuniões no trabalho. Venham exercitar suas personalidades criando possibilidades de:

  • Falar sem constrangimento
  • Construir uma imagem confiante
  • Responder a perguntas com espontaneidade e segurança e contornar situações inesperadas.

21766575_828650237303594_7334763194716690434_n

Leia um pouco este blog, veja as fotos e se sua intuição lhe motivar a participar, então, dose suas resistências, medos e defesas e faça contato. Administre conosco sua timidez!

E, vale lembrar, o princípio de qualquer mudança pessoal: “se começar algo, termina!” Não há fórmulas mágicas no processo do aprendizado, mas transformar o aprendizado num hábito é um bom caminho para se superar e isto só depende de você. Conte conosco!

E como vai sua forma física?

forma-fisica

Se alguém lhe disser que você esta magro ou gordo logo logo você vai procurar uma academia para tentar resolver esta questão procurando um treinamento regular que trabalhe seu corpo para que fique mais ágil, forte e flexível.Colocar esta necessidade em prática – bem, isso é uma historia difícil de ser executada. Depois das primeiras idas à academia pode surgir um entusiasmo diminuído e desculpas para se ausentar….e alguns acabam abandonando dominados pelos pensamentos automáticos e desmotivadores. E, se a pergunta inicial tivesse sido:

Como vai sua forma mental?

dicas-para-manter-a-forma-fc3adsica-e-mental-no-trabalho-0111

Você iria procurar um auxílio ou iria pensar “sou mesmo assim, sempre fui medroso e ansioso”. Mas caso você opte procurar por um terapeuta e/ou até mesmo atividades como esta do “Teatro e Oratória”, por quanto tempo você ficaria nas atividades, e lá pelas tantas seria dominado pelos mesmos pensamentos defensivos, automáticos e depreciativos? Pois então, as atividades realizadas nas aulas do “Teatro & Oratória” propõem armar você com ferramentas mentais necessárias para manter-se trabalhando na redução da ansiedade e perceber os benefícios da saúde emocional no cotidiano. Comunicar-se bem numa entrevista de emprego, em público e até entre os amigos é importante, não deixe escapar oportunidades que muitas vezes batem só uma vez à nossa porta. Melhore sua comunicação! Trabalhe o seu humor através das atividades do “Teatro & Oratória” Evite dramatizar-se diante de situações inibidoras. Lide de forma leve e bem-humorada com as dificuldades e as peripécias do cotidiano. É importante exercitar e aprimorar o seu humor.

pic_815201723255

 

Como é mesmo o seu medo de falar em público?

Por exemplo, se for por receio de ser rejeitado (a) pelo mal uso da gramática portuguesa sabia que um errinho gramatical não prejudica sua apresentação.Quem nunca comete erros gramaticais que atire a primeira pedra. Se ocorrer alguns erros durante sua apresentação pública e você reagir naturalmente e de maneira espontânea tenha certeza de que os ouvintes ainda acreditarão nas suas palavras. Entretanto, se usar técnicas de oratória e apresentar-se de forma artificial, a plateia poderá duvidar de seus propósitos.

Na Psicologia, diz-se: para se vencer um medo é necessário nos expor à ele.

“Nada a temer a não ser o próprio medo!” E além do mais, sem medo não há coragem!

Adiar um projeto, uma necessidade, um desejo não é uma atitude saudável. Ao saber que precisamos lidar melhor com nossa timidez social, por exemplo, por que então adiamos pequenas transformações diárias que nos serão benéficas nesta conquista? Por que será que muitas vezes continuamos a varrer estas necessidades pessoais para debaixo do tapete? Por causa do intervalo de tempo que existe entre semear e colher. Fazer a ponte entre esses dois extremos requer um grau de energia mental, autoestima e prazer em estar com a gente mesmo executando estas pequenas transformações.

Força de vontade é como uma bateria, se ela se esgota e não é trocada, os desafios futuros ficam prejudicados .

Vença a si mesmo.

As atividades deste Treinamento foram ajustadas umas as outras para que se possa gradativamente obter uma melhor administração da ansiedade ao se falar publicamente.

Este Curso, portanto, envolve 3 tipos de atividades:

  • lúdicas,
  • técnicas do falar
  • e reformulação do pensamento para crescimento pessoal e profissional.

 

Pensamentos Recorrentes dos Tímidos

 

Quando a mente ansiosa assume o comando, a resposta automática é fugir ou evitar o motivo que provocou a ansiedade. O problema com a fuga e evitação é que, embora possam levar a uma redução imediata nos sentimentos de sintomas de ansiedade, seu custo é alto. Em longo prazo, a fuga e a evitação contribuem poderosamente para a manutenção de sua ansiedade. Elas reforçam seus pensamentos exagerados de ameaça e perigo e sua crença de que você não é capaz de lidar com a situação causadora de ansiedade.

Em centenas de estudos científicos durante os últimos 50 anos, psicólogos demonstraram que o melhor antídoto para o medo e a ansiedade é a exposição repetida e sistemática à situação temida. Em outras palavras, exposição é reunir coragem e sair de sua zona de conforto. Não há dúvida de que enfrentar seus medos através da exposição exige determinação, coragem e comprometimento. A exposição pode ser considerada uma forma de “dessensibilização” em que a exposição repetida aos gatilhos do medo e da ansiedade ajudam você a aprender a ver estas situações de uma maneira mais realista e assim aumentam sua tolerância à ansiedade.

Você se acha determinado?

 

O que é pensamento automático?

Imaginemos um universitário que se preparou com entusiasmo para se apresentar num seminário. Ele gosta do seu curso e particularmente da disciplina e gostaria de ser bem sucedido em sua exposição na sala de aula . Planeja e não realiza! Por que será? Provavelmente sua necessidade e desejo foram travados por pensamentos automáticos.

Ele chega no dia de fazer a apresentação e não aparece… Chega até mesmo a ir próximo de sua Faculdade e não entra. Por quê?

Provavelmente a cabeça do rapaz foi invadida por pensamentos do tipo:

– Não sou capaz, sou estranho, vai ser ridículo! Ninguém vai gostar de mim! Sou sem graça!Vou esquecer tudo! Todos rirão de mim! Olharão pra mim com reprovação! Vou deixar pra depois, não é o momento! Eu sou tímido mesmo, não tem jeito!

E por ai vai…..

Em seguida vem a emoção, o rapaz fica ansioso e em seguida se distancia do local ou mesmo afasta a ideia até mesmo de continuar no curso ou procura inconscientemente desvalorizar o professor e/ou a disciplina por pura falta de controle desta emoção surgida, a ansiedade.

Pensamento automático é isto, vem sem nosso domínio, aliás, muitas vezes nos domina. Eles são extremamente rápidos, vem por defesa e acreditamos neles por conveniência…. Eles nos acovardam, provavelmente! E ai vamos acumulando estes gestos covardes ao longo da vida.

Timidez Inteligente

Venha praticar nossas atividades e aprenda nelas a reconhecer seus pensamentos automáticos e também a questioná-los para que eles percam credibilidade e força sobre você. Seja tímido inteligentemente e edifique internamente sua felicidade, isto é, seu bem estar !

 

 

 

 

Anúncios