Como é você na hora de falar em público?

Você se sente intimidado (a)? O teatro pode ser um instrumento eficaz para o aprimoramento de suas argumentações.  Ele facilitará, por exemplo, a administração de emoções mais difíceis (ansiedade, medo).   Ao você se exercitar em improvisos, poderá encarar gradativamente os imprevistos de uma apresentação com mais vigor e determinação.

Aí,  você pode pensar: – Mas eu não sei improvisar!

Pois, então, eu lhe digo: – Sabe sim, todos nós sabemos, improvisamos  no cotidiano.

O que diferencia o improviso em  sala de aula daquele que realizamos cotidianamente é que ele será direcionado e terá um propósito preestabelecido, ou seja, será uma ferramenta para lhe ajudar a se sentir mais seguro  ao falar em público.  

Nossas ideias argumentadas com espontaneidade resultam em autoestima e nos fortalecem. Diferente de quando ficamos ansiosos e receosos e não conseguimos organizar os pensamentos de maneira lógica e, neste caso, um simples erro acaba por nos desequilibrar. E, assim, as mãos ficam trêmulas, suadas e o corpo enrijece. Outras vezes, caminha-se ansiosamente de um lado ao outro, a mente paralisa afetando a memória e, consequentemente, tudo o que foi planejado para se falar é bloqueado, e o pânico acontece.

Adquirir pensamentos positivos, muitas vezes, não soluciona estas situações estressantes, pois  é necessário olhar para cada situação de maneira mais atenta e generosa, buscando  assim desconsiderar os pensamentos automáticos do tipo: “Não vou conseguir”, “Não saberei fazer isto”, “Se eu errar, rirão de mim”, etc,  –  estes pensamentos bloqueiam a ação de falar e tiram o vigor e a espontaneidade na argumentação. Muito porque, como recorrentemente percebemos, não são os erros nas argumentações a causa da ansiedade das pessoas tímidas ao falar publicamente, mas as interpretações que elas atribuem a estes episódios. Quando pensamento, emoção e comportamento estão em equilíbrio, é mais fácil e prazeroso agir de forma consciente buscando construir o momento da apresentação com mais harmonia interna.  Sendo assim, os improvisos teatrais, quando descontraidamente praticados, podem ajudar o aluno a buscar este equilíbrio de pensamento, emoção e comportamento  no aqui-e-agora de sua apresentação.  Um aluno  no seu primeiro dia de aula,  disse-me:

– Quase não me inscrevi,  mas estou aqui agora falando contigo… Era defesa minha! Eu cheguei a conclusão de que  quem se inscreve é porque tem uma causa, uma necessidade, e eu tenho uma!  

O curso tem como objetivo trabalhar sua ansiedade ao se expressar publicamente:  da conversa informal na “balada” à apresentação profissional, estudantil, etc.

Sabemos que o medo de falar em público é bastante recorrente, particularmente para os tímidos, e este curso através dos fundamentos da terapia cognitivo-comportamental busca atender esta demanda.  O maior e mais importante objetivo do curso é estimular você  a  superar suas dificuldades para que  possa se expressar publicamente com mais tranquilidade e prazer e sem agredir a sua natureza. A meta, então, é fazer você ficar `a vontade consigo, sendo você mesmo, ao usar as técnicas da oratória.   O curso, portanto, incumbe-se de ser uma ponte neste seu processo de aprendizado.

         Detalhes sobre cursos presenciais e aulas particulares online no MENU.

Plante a semente de renovação através do confronto consigo, para que assim você possa ser mais “você” em sua oratória, com isto adquirirá mais satisfação dentro de si mesmo! 

Bem-vindo(a)!

Fotografias de Elison Lopes de 2016 a 2020.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s